Cromeu
Roda de sonhos
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

O amor aos olhos de uma paixão
 
Não se torne infeliz por escassa coisa no coração
Os atos confusos inócuos, goram os sonhos suaves
Entre caminhos pendulares há sinuosas desavenças
O tempo pode até movimentar em segredos fatiados.
 
Não há graça no amor desavisado de grande paixão
Ao receber a entrada do amor em charge no coração
A moça apaixonada imuniza-se nas gotas do pecado
É o amor dando força de poder a um coração infértil.
 
O coração se se sente longe do conforto se desventura
Não se acha consequente ao comando dos pensamentos
Como há limite se vê ordinário aos olhos de uma paixão
Prefere o enfrentamento evasivo a ser fascinado no amor.
 
No afago das tuas mãos minadas, ouço sua aguçada voz
Chama-me ao tempo, pede ajuda para resguardar a alma
Há também, o capricho caótico do coração indo embora
Se afastando para ver se o amor ainda se mexe sonhando.

 
Cromeu
Enviado por Cromeu em 21/09/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras